APPMBA discute com o comandante geral condições de trabalho da tropa durante o carnaval

Postada, 17 de fevereiro de 2017 às 9h08

Visando discutir as condições de trabalho dos policiais  militares da Bahia que estarão de serviço no período do Carnaval de Salvador 2017, a diretoria da APPMBA juntamente com a ASPOJER e a APRATEF,  se reuniu na tarde da última quarta-feira, 15, com o comandante da Polícia Militar da Bahia, Coronel PM Anselmo Brandão, no Quartel do Comando Geral, nos Aflitos. 



Na pauta de reivindicações, a Entidade   discutiu  as condições das bases e alojamentos que segundo o comandante  continuarão climatizadas e nesse ano com uma novidade da instalação do sistema de wi-fi. As escalas reduzidas do efetivo das unidades, que conforme Coronel Anselmo Brandão receberão pelas horas à mais trabalhadas. A alimentação da tropa que seguirá o mesmo padrão do ano passado. E os portais de abordagens  que terão nova logística para atender as necessidades dos  policiais em serviço. 

Ainda na oportunidade, o comandante revelou que foram adquiridos mais 6.600 novos coletes balísticos  e que haverá ajustes no horário de deslocamento da tropa que fica alojada distante do circuito do carnaval, como por exemplo Camaçari, onde o policial se apresentava para o serviço até 3 horas antes.  
                                 


Também foram apresentados os problemas recorrentes que acontecem com a tropa nos carnavais no interior do estado, como transporte, alimentação, escalas de serviço e acomodações. O comandante ficou de verificar ponto a ponto e ajustar cada um deles.



Um assunto que também foi abordado foi a situação que vem acontecendo  com os policiais pertencentes a 5 CIPM (Ilha de Itaparica), que tem enfrentado dificuldades na travessia para assumir o serviço e que inclusive pode ser um problema para o período momesco,  mas o comandante ficou de conversar com os responsáveis e ver o que pode ser feito. 



Outras reivindicações ganharam destaque como a disponibilização do setor identificação no periodo de carnaval para que os interessados possam confeccionarem a sua identidade e os postos elevados que estarão disponíveis para a tropa das especializadas. 

Aproveitando  o ensejo, a diretoria cobrou o fim da casacão de proventos para os policiais da reserva, o que fere um direito adquirido e que também seja  alterado em Lei, o impedimento de promoções para policiais que  respondem  a processo administrativos e/ou criminais, o entendimento é que não existe culpado antes do trânsito em julgado. 



Finalizando a reunião, as entidades foram convidadas a visitarem a estrutura montada para o carnaval incluindo as bases de alojamentos. 

Participaram do encontro o presidente  da APPM, Sgt PM Roque Santos, o vice-presidente e vereador de Jequié,  Sd PM  Gilvan Santana, a secretaria geral, Sd PM Alaice Gomes, o diretor jurídico, Sd PM Nery Neto, os diretores da APPM Regional Jequié,  Cb PM Gilson e Cb PM Pólvora, o diretor da APPM Regional Ilhéus, Sgt PM Gerson Mendes, o diretor financeiro da ASPOJER, Cb PM Ronikley Dantas, o presidente  da APRATEF, Sd PM Macedo e o Cb PM Alencar.




Fotos: Edinei Dantas.

Comente!