Diretoria da APPMBA participa de Ato Público em Brasília contra a PEC da Reforma da Previdência

Postada, 15 de dezembro de 2016 às 10h04

O presidente da APPMBA, Sgt PM Roque Santos, acompanhado dos diretores jurídicos, Cb.PM Fernando e Sd. PM Neri Neto, participou ontem,14, na Câmara dos Deputados, em Brasília, do Ato Público contra a inclusão dos militares estaduais na PEC 287/16 que trata a questão da Reforma da Previdência.  

Reunindo representantes de diversas  associações representativas de Praças e Oficiais da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros dos estados brasileiros, o Ato ocorreu com o propósito de defender a Previdência dos Militares.


De acordo com um dos organizadores da mobilização, o deputado federal Subtenente Gonzaga, apesar das ações concretas e das sinalizações do presidente Temer que sustenta  sua posição de manter os militares fora do texto da PEC, é preciso enfrentar a pressão dos governadores e não baixar a guarda na luta. "Conseguimos avançar, contudo, continuaremos as negociações pela manutenção dos direitos à integralidade da remuneração, para os militares estaduais e suas pensionistas. Queremos a garantia de que não haverá mais nenhuma manobra contra a nossa categoria, que serão retiradas as remissões que ainda ficaram no texto", ressaltou.


Para o presidente da APPMBA, Sgt PM Roque Santos, o Ato foi um momento de muita união entre os policiais e bombeiros militares do Brasil. "Se o governo insistir em suprimir direitos historicamente conquistados e direitos que é  peculiar  da profissão dos militares, poderá  acontecer uma paralisação nacional das polícias". 

Comente!