Diretoria da APPMBA se reúne com Cmt do 15º BPM para garantir cumprimento dos direitos da tropa

Postada, 26 de outubro de 2018 às 14h41

O artigo tem como título A Pesquisa-ação como Instrumento de Análise e Avaliação da Prática Docente, e ele procura refletir sobre a pesquisa-ação como instrumento/ferramenta de análise e avaliação da prática docente. Para isso a pesquisa investiga e acompanha um grupo de professoras de educação infantil e das séries iniciais do ensino fundamental de um programa de educação continuada.

O texto se organiza em três partes, onde na primeira parte ele busca fundamentar a importância da pesquisa-ação, abordando as formas de articulação da pesquisa e da ação como forma de aprendizagem profissional.

A segunda parte do texto busca compreender até que ponto a pesquisa-ação favorece a participação e o compromisso das professoras com a prática, apresentando eixos temáticos que visam orientar o processo de entendimento pelo grupo.

A terceira parte do texto procura esclarecer como se dá a argumentação das professoras diante da interpretação das informações, dos fatos e das ações vivenciadas.

A autora explica que apostou na pesquisa-ação porque ela seria um instrumento para compreender, avaliar e questionar a prática, exigindo assim uma tomada de decisão consciente. No caso, era preciso compreender e fazer as alunas-professoras compreenderam a importância e significado da pesquisa-ação.

A pesquisa-ação requer a definição de alguns elementos: um agente (ator), um objeto sobre o qual será aplicada a ação, um evento, um objetivo e outros. No caso dessa pesquisa, os agente ou atores eram a tutora e a professora orientadora, que estavam na frente no processo de formação e também as alunas-professoras que desenvolviam seus projetos.

Há três momentos simultâneos na pesquisa-ação: 1º a pesquisa sobre os atores sociais, suas ações e interações, buscando não só explicar, mas, sobretudo compreender esses atores. O 2º momento é a pesquisa para dotas de uma prática racional a prática espontânea, destacando a finalidade da aplicação, e o 3º momento é a pesquisa pela ação, que no caso da pesquisa procurou desenvolver nas alunas-professoras a consciência de suas ações.

Assim, ela inicia o processo de formação profissional buscando escutar as alunas-professoras e produzir junto com elas um “novo olhar” para a construção do aprendizado.

Comente!