Diretoria da APPMBA se reúne com os Comandantes Gerais da PM-BA e do CBM-BA para discutir os Projetos de Leis 22001/16 e 22002/16

Postada, 25 de outubro de 2016 às 10h01

No último domingo, 23, visando buscar   entendimento sobre os  PL 22001/16 e o 22002/16, as associações representativas dos policiais e bombeiros militares da Bahia, que compuseram o GT, se reuniram para tratar dos referidos projetos. 

Após cada representante apresentar seu ponto de vista, as entidades decidiram em unanimidade,  pela permanência do QOA. 

E para tratar da questão de forma mais aprofundada, nesta  segunda-feira, 24, a diretoria da APPMBA se reuniu com os Comandantes Gerais da PM-BA e do CBM-BA, Cel PM Anselmo Alves Brandão e Francisco Luiz Telles de Macêdo e representantes de demais entidades, no Quartel do Comando  Geral, nos Aflitos, e recebeu uma proposta a qual não contempla a todos os praças, como esperava a Entidade que seria com o QOE( quadro a ser revogado).


Após alguns diálogos e negociações,  conseguimos ampliar o número de vagas do QOAPM que ficou assim: 1017 vagas para Ten, 215 para Cap, 22 para Maj e 06 para TC. Já no QOABM as vagas serão distribuídas da seguinte forma: 94 vagas para Ten, 26 para Cap, 06 para Maj e 01 para TC. 

De acordo com o presidente da Entidade, Sgt PM Roque Santos, o acesso ainda está longe do ideal, mas, durante a negociação, foi buscado o possível."Seguiremos na luta por reparação e valorização dos Praças PM e CBM".


Segundo o presidente, os Comandantes concordam que é importante que as associações participem através do GT de todo assunto referente a Classe. "Eles entendem que desta forma o GT será retomado para discutir o Estatuto dos Militares Estaduais, Lei de Promoções,  Código de Ética e demais assuntos de interesse da tropa.


Clique AQUI e acesse a galeria de fotos.

Comente!