Em Assembleia Geral, APPMBA se reúne com a tropa e discute as medidas impostas pela reforma administrativa anunciada pelo Governo do Estado

Postada, 06 de dezembro de 2018 às 14h18

Com o objetivo de discutir as propostas do projeto de Reforma Administrativa apresentadas pelo Governo do Estado, em especial à Contribuição Previdenciária ao que tange o aumento da alíquota de 12% a 14% e a redução do teto remuneratório, propostos no Art. 4º do PL 22.971 / 18, a APPMBA se reuniu em Assembleia Geral Conjunta, na noite de ontem,5, no Clube dos Oficias, com diversas entidades representativas dos servidores da segurança pública da Bahia.



Ainda na pauta, os representantes discutiram temas como o programa habitacional para servidores de segurança pública, redução da participação do governo no Planserv e outros assuntos que poderão causar impactos econômicos, como a redução salarial da tropa. 


O presidente da APPMBA, SGT PM Roque Santos, falou sobre a finalidade da Assembleia e as expectativas para que ocorra negociações.”Nós agentes de segurança pública, estivemos aqui reunidos, a fim de traçarmos uma linha de negociação com o governo do estado. Na esperança que o governador Rui Costa, abra as portas para nós, nesta quinta-feira, 6, estaremos entregando ao mesmo, uma carta com as nossas propostas para que possamos estabelecer o diálogo e chegar a um consenso”. 


Participaram das discussões, a Associação dos Oficiais Militares Estaduais da Bahia - Força Invicta, o Sindicato dos Delegados de Polícia da Bahia - ADPEB, o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia - SINDIPOC, Sindicato dos Servidores Penitenciários - SINSPEB, Sindicato dos Peritos Criminais - ASBAC e Associação dos Praças Policiais Militares do Extremo Sul da Bahia - APRATEF.

Comente!